/futebol/nacional/1a_liga/benfica/
Siga-nos em: ||| Diário especializado em desporto. Diretor: João Querido Manha
  • Benfica
  • Sporting
  • FC Porto
  • Estoril
  • Nacional
  • Marítimo
  • V. Setúbal
  • Académica
  • Sp. Braga
  • V. Guimarães
  • Rio Ave
  • Arouca
  • Gil Vicente
  • Belenenses
  • P. Ferreira
  • Moreirense
  • Penafiel
  • Boavista
Mantorras pago durante dois anos
INVESTIMENTO PODE SER RECUPERADO EM CASO DE VENDA POR QUATRO MILHÕES DE CONTOS
quarta-feira, 18 abril de 2001 | 02:05
Autor:  JOÃO ALMEIDA MOREIRA
 

O BENFICA vai pagar o milhão de contos que investiu em 50 por cento do passe de Pedro Mantorras durante dois anos. E caso os encarnados consigam transferir o avançado angolano para o estrangeiro por uma quantia igual ou inferior a quatro milhões de contos, recuperam o milhão previamente investido – os restantes três serão divididos em fatias iguais com o FC Alverca.


Luís Filipe Vieira, Manuel Vilarinho e António Simões revelaram teça-feira dados sobre o maior negócio interno da história do futebol português durante a conferência de Imprensa de apresentação de Mantorras na sala de Imprensa da Luz. Que serviu também para os presidentes de Benfica e FC Alverca tornarem pública a gratidão que nutrem um pelo outro e para o director-geral da SAD benfiquista sublinhar novamente a excelência do investimento.


”Sem a ajuda do presidente do FC Alverca seria impossível este negócio: é um grande benfiquista e um amigo”, defendeu Vilarinho depois de Luís Filipe ter recordado que ”se não fosse o Benfica, uma parte do êxito do FC Alverca na I Liga não existiria”.


O líder do clube onde ainda alinha Mantorras explicou que o acordo surgiu após o FC Alverca-União de Leiria e previu que este ”não será o único grande contrato” do avançado.


Vilarinho quis deixar evidente que ”melhorar o produto que se vende é a melhor maneira de proteger os credores e mostrar-lhes que vão receber aquilo que têm a receber”. ”Este é um momento de felicidade, este jogador vai dar muitas alegrias”, continuou.


Entretanto, Simões, que destacou o ”talento de Mantorras” mais uma vez, contestou as palavras de insatisfação de José Quillón, empresário de Marchena, ao diário ”A Bola”. ”Não vou admitir que empresários brinquem com o nome do clube só porque os jogadores que representam não jogam.”


Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Partilhar:
URL:
 
Pub
Partilhar
Gostou desta notícia?  Votação: 0
 
Algum erro na notícia?  Envie-nos a correção
 


Quem se apresenta, para já, em melhores condições para conquistar a Liga?

Copyright © . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edisport, S.A. , uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.

Clicar para abrir layer Pretty Clicar para abrir layer Pretty